Levantamento Técnico de medidas e das condições reais da edificação

Nos posts anteriores foi descriminado todo o processo do profissional com o seu cliente e as formas principais de fazer o levantamento das expectativas destas reformas através de visitas aos ambientes acompanhadas pelo proprietário, muita conversa, proposta de trabalho, preenchimento de um programa bem detalhado das necessidades para este projeto. E ainda um briefing bem elaborado e orçamentos claros e discriminativos, mantendo toda a transparência do serviço a ser prestado, prazos e etapas de construção e de pagamentos dos honorários.

 

Falando de REFORMAS:

A reforma pode abranger somente o espaço edificado, reduzir este

espaço ou amplia-lo. A ampliação pode se dar de duas formas. A primeira é quando se remaneja o espaço já construído sem alterar os limites deste.

 

 

A segunda é quando a ampliação vertical ou horizontal implica em acréscimo da área já construída.

Este último requer um estudo e adequação da legislação municipal, com as devidas providências para sua aprovação, antes do início das obras.

 

Em projetos de Design de Interiores e Ambientes a reforma se restringe ao espaço edificado, isto é, sem acréscimo de área construída, quando no máximo se remaneja este espaço unindo ou separando ambientes.

 

Quando for necessário demolir uma parede é indispensável a autorização de um perito, que avalie não só o projeto anterior, como a atual situação da edificação. Reforma requer muita responsabilidade e todo o empenho possível para evitar acidentes.

 

Falando do “ANTES”, quando se deseja fazer um projeto de reforma, quer seja em uma edificação como um todo, ou em ambientes independentes, o procedimento do profissional deve obedecer a mesma metodologia de trabalho.

 

Estamos falando do Levantamento Técnico de medidas, da situação atual do imóvel e do como foi construído. Estes são procedimentos iniciais e indispensáveis para a realização do projeto de reforma a ser proposto.

 

O entorno da edificação deve ser detalhadamente observado porque ainda que a reforma seja em ambientes internos o exterior imediato e o mais amplo são fatores influenciadores no desenvolvimento do projeto. O recurso de fotos é amplamente recomendado.

 

Caso exista o projeto arquitetônico, é muito bom tê-lo em mãos como um apoio e orientador, pois adianta muito o trabalho, podendo previamente fazer constatação se o ambiente já sofreu alguma alteração anterior e, muitas vezes, serve como base do croqui a ser feito para o levantamento.

 

Mas, então, o que é Levantamento Técnico, é um trabalho exaustivo, que de preferência deve ser realizado pelo profissional que irá elaborar o projeto.

 

Devem ser feitas todas as medições locais, largura, altura e comprimento de todo e qualquer elemento da edificação.

 

Os recursos são trenas, de todos os tipos, alguns aplicativos também ajudam, fotos de todos os detalhes e principalmente um check list para nortear este procedimento e não deixar passar despercebido nenhum detalhe.

 

Um check list bem detalhado já é um bom começo para orientar e ordenar o levantamento técnico de medidas. Estou disponibilizando um modelo de check list específico para esta finalidade que poderá sofrer alterações conforme as particularidades de cada ambiente.

 

Os croquis, desenhos rápidos à mão livre, tipo rascunho de desenhos, devem visar a vista superior interna dos ambientes – plantas, incluído a disposição dos mobiliários e suas medidas, e as vistas internas de todas as paredes dos ambientes – as elevações, com as indicações do estado das paredes, acabamentos existentes, mobiliários suspensos, cores, texturas, pontos de tomadas e interruptores e suas alturas entre outros.

 

Não se pode exigir desenhos bem feitos como o profissional gosta, croquis são rascunhos e como tais ficam feios e bagunçados mas o importante é que quando

bem feitos, assim como as anotações detalhadas, serão de grande valia na hora da proposta de reforma que inicialmente se concentrará na edificação em si: piso, teto, paredes, janelas, portas e demais elementos, não estruturais, mas não perdendo de vista a definição do layout resolvendo tanto questões técnicas, quanto estéticas e de conforto.

 

É importante que sejam desenhados em prancheta ou em autocad, dentro das normas técnicas, o mais rápido possível, para que se possa lembrar do espaço visitado, utilizando o levantamento fotográfico, para que se tenha uma ideia precisa de onde partir para soluções viáveis, na concepção do projeto, que é o passo seguinte destas etapas de reforma.

 

Espero que este post tenha contribuído e atendido as buscas por este assunto.

Disponibilizo em videoaula para quem se interessar em conhecer mais.

 

  • Share post

Arquiteta e professora de Desenho Arquitetônico na Faculdade Tecnológica INAP de Design de Interiores. Larga experiência no mercado de trabalho com diversos projetos arquitetônicos edificados em BH. Pratica a docência com prazer e dedicação e tem ampliado sua abrangência de conteúdos no EAD - Ensino a Distancia - nas disciplinas de Conforto ambiental, Núcleo de Projeto e outras.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *